You are in:

Segredos para um casamento de sucesso

Alcançar harmonia e satisfação no casamento depende mais de pequenos gestos e atitudes quotidianas do que de um esforço fenomenal. Especialistas e casais bem sintonizados dizem o que devem fazer para serem felizes na vida a dois.

Cultivar o desejo também fora da cama

O fogo do amor pode até não durar a vida toda. Mas um convívio gostoso, sem brigas constantes, é mais do que meio caminho andado para manter aceso o interesse sexual. Se um casal acha tudo de bom estar junto no dia a dia, vai querer é mais na cama!

Um amar o outro tal como é

 

Especialistas não se cansam de repetir: ninguém consegue mudar o parceiro depois de trocar alianças. Pelo menos não na essência. Mas lembre-se: ceder um pouco pode ser suficiente para obter harmonia no casamento e ainda incentivar a cara-metade a fazer pequenos avanços em certa atitude.

Não achar que o sexo, por si só, supera qualquer diferença

Sabe a conversa que tudo se resolve na cama? Não é bem assim, diz o psiquiatra Eduardo Ferreira Santos, autor de Casamento: Missão Quase Impossível (Claridade).

Saber acabar com as brigas

Vira e mexe alguém tem de pedir desculpa, e não deve ser sempre a mesma pessoa. Será que ele é de fato o culpado em todas as situações? Deslizes e insultos entalados envenenam a relação. Passe uma borracha em pequenas transgressões muito rápido e poupe energia para o que realmente importa.

Aprender a negociar

Segundo a psicóloga Ida Kublikowski, os casais de hoje perderam essa capacidade primordial para a saúde da relação. “A negociação deve levar em conta padrões e valores de ambos”, diz. Se a sua família curte promover almoços todo domingo, mas seu marido acha isso uma chatice, que tal combinar que vão só uma vez ao mês?

Livrar-se da bagagem

Dores de romances do passado não serão resolvidas no actual. Se não consegue esquecer um trauma, como uma traição, tente procurar ajuda fazer uma terapia.

Não transformar falhas de comunicação em falhas de carácter

Muitas vezes o que se diz não e o que queríamos dizer, e o que entendemos nem sempre e o que o outro disse. Os mal entendidos devem ser conversados e esclarecidos.

Não se apegar a tabus

Quem disse que toda gente tem de seguir o mesmo ritual? Um casal pode decidir dormir em camas (ou até casas) separadas, ter ou não filhos... e viver muitíssimo bem.

Valorizar as semelhanças sem encarar as diferenças como problema

Os casais felizes ressaltam o que têm em comum (“Nós dois amamos filmes de acção”), enquanto os em crise só vêem os abismos que os separam (“FOGO, eu gosto é de sair, ele não sai da frente da tv”). Melhor ficar no meio-termo. Procure e cultive compatibilidades, mas não se chateie ou aborreça diante das divergências. “Para tal, recorra ao diálogo sincero”

Continuar a ser aquela(e) pessoa bonita de sempre

Pode soar ultrapassado, mas os especialistas lembram que muitas mulheres ainda cometem o mesmo erro: caprichar na aparência no começo da relação e relaxar depois de casada. Mantenha-se bonita — principalmente para si. Vai aumentar a autoconfiança, o que é muito sedutor.

Ser “nós” sem anular o “eu”

É saudável guardar certos segredos, assim como preservar seus interesses, hobbies e programas favoritos. Todas as semanas almoçava com amigas? Não pare. Ele gosta de  ir ao futebol com o primo? Que vá. “É fundamental que cada um seja o autor de sua história para construir outra em comum”.

Sair sem o par, mas também a dois (muito!)

Cinema, shows, viagens... “Quanto mais actividades  um casal fizer junto, mais próximo ficará”.

E se divertir em casa também

Tanto em casa como na rua os dois se podem entre-a-judar e divertir sem estar a olhar para o que o outro faz mas sim a olhar para o que eu consigo fazer.

Quando há filhos, fazer programas sem eles

Escapadas a sós e óptimo 

Não sofrer quando a viagem for só de um

“Se há confiança, a distância pode fortalecer o vínculo”. A saudade e a expectativa do reencontro são temperos para a relação. “É bom, depois de sete anos juntos, ainda sentir um friozinho na barriga sempre que ele está para chegar”, diz Viviane, cujo marido, Paulo, viaja muito em negócios.

Rir com o outro

Bom humor é afrodisíaco

Ter memória

Falar sobre o que já viveram é útil para lembrar por que vocês estão juntos e o que os aproximou. Rever fotos incentiva tais conversas.

Reconhecer que casamento não é sempre 50 a 50

Tem dias em que se entrará com 90% e ele com 10%. Em outros, serão 25% seus e 75% do marido. O problema é se um sempre dá 100% e o outro nunca entra com nada. Nunca se deve dizer ‘Fiz tal coisa outro dia, então hoje vais tu fazer isto.

Ter um código secreto

Gestos com significados privados, rituais exclusivos e referências só entendidas pelos dois estimulam um sentimento de “Eu e Tu contra o mundo” — óptimo para fortalecer a relação.

Encarar as grandes questões

Temas cruciais, como vontade de não ter filhos, uma doença ou dívida familiar, devem ser debatidos antes de casar.

Entender que, inevitavelmente, a vida tem momentos duros e difíceis

E isso independentemente de ter ou não alguém ao lado. Ou seja, nem todos os problemas e toda tristeza são culpa do casamento.

Evitar tirar conclusões precipitadas

Já que não pode controlar o que seu Marido (esposa) faz ou diz, controle a forma como reage quando ele (a) o desaponta. Viver discutindo  por algo sem jeito nenhum desgasta qualquer relação. “Se estão num restaurante se divertindo, não perca o humor só porque ele olhou para o relógio”. “Ele pode apenas quer saber... as horas!” Na dúvida, pergunte (sem tom de acusação).

Ser mais tolerante

“Não pedi para ires comprar o jornal? Por que ainda estás aí parado(a)?” Impaciência é um dos principais geradores de conflito no casamento. Entenda que as pessoas não têm o mesmo ritmo — e não é porque estão casadas que precisam passar a ter.

Nunca se queixar do parceiro(a)  no trabalho ou com amigos

Se há um conflito com seu marido (esposa), converse e resolva com ele.

Não pirar nas expectativas

O casamento não pode ser a sua única fonte de felicidade. Está aí um erro comum entre as mulheres: depositar expectativas excessivas na relação. Acontece que, se se aposta o seu dinheiro todo em um só numero, o risco de frustração é maior.

Confiar um no outro

Casados há três anos, a professora Vivian Nogueira, 27, e o farmacêutico André , 29, gostam de  aventuras. Ela adora especialmente acampar e o marido, escalar. “Para acompanhá-lo, ele deu-me umas sapatilhas. Quando vamos escalar, deixo que o André me oriente 100%. Sei que ele domina bem a técnica e está lá comigo para o que precisar. É a nossa metáfora da confiança.”

Entrar em acordo com assuntos de dinheiro

Não importa quem ganha mais ou se um é mais gastador do que o outro. É preciso promulgar as leis orçamentárias do casal, definindo quem paga o quê, quando e como. Ou pode haver discussões arrasadoras.

Nunca torrar dinheiro escondido do outro

A infidelidade financeira — quando uma parte do casal gasta uma quantia alta às escondidas — é tão destrutiva para a relação quanto outras traições, dizem terapeutas de casais e espertes em finanças. Por isso, Se um precisa de algo especial, só se gasta após conversarem.

Implantar o momento do romance

Nem que seja preciso abrir à força espaço na agenda dos dois. Afinal, as preocupações quotidianas e o corre-corre podem minar a relação. Criar um dia especial dar um nome a esse dia. “A rotina atrapalha porque costumamos chegar muito cansados, aí ligamos a tv  e/ou o computador e acabamos não ficar  juntos”. “Foi por isso que se criou um dia no mês em que um cozinha para o outro e de resto tudo fica desligado (electrónicos são proibidos). Só ouvir música é permitido.”

Preparar pequenas surpresas

Um café na cama, um brinde ao começo do fim de semana, um presentinho fora de data.... Quem resiste a tanto mimo? “Agrados fazem parte do comportamento de conquista”.

E fazer grandes surpresas também

O empenho do outro para criar algo especial só para ti e espectacular. A Fernanda ainda se derrete toda quando conta que o marido lhe ofereceu um passeio de balão no Natal.

Ter iniciativa no sexo

“Homens são seres genitalizados e costumam ir directo ao assunto”. Assim, não espere que o marido de convites subtis para o sexo, como velas espalhadas no quarto. Se ele não captar a mensagem, apenas ataque.

Multiplicar o repertório sexual

As relações sexuais podem ser com uma única pessoa, mas não precisam ser iguais. Quanto mais o casal aprenderem sobre sexo e o que dá prazer a cada um, mais variado será o menu na cama. Incentive-o a agir como um explorador, vasculhando sempre cada centímetro de seu corpo e descobrindo mais zonas erógenas e formas de acariciá-la. E faça o mesmo.

Amar as rapidinhas

O tempo fica curto depois do casamento e, às vezes, é o que dá para fazer. Ok: o clima de desejo repentino dá  gás à auto-estima dos dois!

Registar seu amor — por escrito!

“Às vezes, deixo recadinhos pela casa e compro cartões românticos, só para lembrá-lo que o amo e estamos felizes juntos”

Investir em roupa interior para os dois!

“É sempre bom ter lingerie nova”, “Homens tambem estão vaidosos!”

Repetir a lua de mel muitas vezes

“Viajar um fim de semana por mês, ou ate de 3 em 3 meses, e sempre bom”.

Domar o ciúme

“É natural ter, pois ninguém é 100% seguro”. Mas não pode ser obsessão. Se tu és do tipo que fazes investigação no e-mail dele, o melhor é o velho e bom diálogo, para expor medos.

Fazer só o que gosta e lhe apetece

Na cama e fora dela. “O que é feito por concessão vai para a ‘poupança emocional’ e, depois, surge em forma de cobrança”.

Buscar inspiração em fontes inesperadas

Copie e cole na sua relação uma frase do presidente americano Barack Obama: “Open hearts, open minds, fair-minded words”. (Ou: corações abertos, mentes abertas, palavras imparciais e sem preconceitos).

Casamento

Wedding car

dj-wedding-01

Retro limousine

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

dj-wedding-01

Luxury limousine

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

Material for your dress

dj-wedding-01

Satin train

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

dj-wedding-01

Pearls

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

Roses bouquet

dj-wedding-01

White roses

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

dj-wedding-01

Pink roses

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

Contact Us

JM-Wedding01
Monday to Sunday
Call Us: +12 455 098 987
JM-Wedding01
Follow Us on Twitter
JM-Wedding01
Follow Us on Facebook
JM-Wedding01
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
JM-Wedding01
RSS